Blog BringData.co

O que é higienização de dados e como ela afeta a sua empresa?

O fluxo de dados aumenta constantemente, o que aumenta a complexidade de cuidado e manutenção. As regras de higienização de dados tem como objetivo identificar e tratar informações de baixa qualidade, acompanhe quais são as técnicas de higienização!


Uma empresa possui múltiplas fontes de dados que precisam ser reunidos ou movimentados para gerar análises sobre o perfil de clientes, oportunidades de mercado e controle de informações estratégicas para o negócio, o problema é que, por falta de padronização e de melhores práticas de coleta de dados, é comum que cada origem de dados possua uma configuração diferente, tornando o processo de integração trabalhoso e  um grande desafio para a maioria das empresas.

O problema de se ter uma base repleta de dados não higienizados é que as informações deixam de ser confiáveis e úteis para tomada de decisão e se utilizadas podem direcionar a empresa para escolhas que prejudicam toda operação, posicionamento de mercado e relacionamento com clientes, o que é um grande risco e pode causar prejuízos graves.

Vemos empresas milenares que possuem uma enorme quantidade de dados, entretanto, é um equívoco acreditar que ter muita informação é suficiente para grandes análises se não é possível manuseá-las para extrair insights relevantes.

As empresas que desejam superar os problemas em relação a sua base de dados costumam buscar alternativas de Data Cleaning (Higienização de dados), que é o processo de preparar seus dados para análise ao remover ou modificar informações incorretas, incompletas, irrelevantes, duplicadas ou que não estão formatadas corretamente. Uma vez que os dados estão padronizados e uniformes, eles se tornam ferramentas poderosas para tomada de decisão assertiva.

A verdade é que a “qualidade de dados” é uma medida multidimensional da adequação dos dados para o objetivo pelo qual foram coletados, ela depende do tempo de consideração e do nível de demandas feitas nos dados naquele momento, ou seja, a qualidade do dado é relacionada com o quão bem ele serve para o propósito desejado, e a higienização dos dados ajuda nesse sentido.

Alguns dos prejuízos de dados não higienizados

Os principais problemas em não se ter uma base de dados higienizada são:

  1. Baixa taxa de respostas em pesquisas de satisfação;
  2. Alto índice de e-mails não entregues em campanhas de Marketing;
  3. Dificuldade para segmentar corretamente os perfis de clientes existentes;
  4. Problemas com o envio de informações para clientes;
  5. Baixa entregabilidade de documentos e cobranças.

A consequência de tudo isso é óbvia: Os dados não são confiáveis ou suficientes para definir estratégias que direcionam o rumo da organização, não podemos correr esse risco! E a importância de coletar dados de qualidade é evitar retrabalho, tornar seu sistema de gestão algo robusto e confiável devido à qualidade dos dados ali presentes!

Como dados higienizados te ajudam na retenção de clientes?

A retenção está diretamente ligada ao quão bem sua empresa atende às expectativas dos seus clientes, para tal, existem uma série de metodologias, como por exemplo o Net Promoter Score para acompanhamento da experiência dos clientes em tempo real.

O problema é que quando a empresa não tem uma base de dados higienizada a missão de ouvir e entender mais os clientes fica ainda mais complexa, empresas que não conseguem registrar históricos e dados de forma organizada, tendem a entregar experiências genéricas que não geram valor para os clientes e perdem oportunidades de Up-sell e Cross-sell.

Como dados higienizados te ajudam na aquisição de clientes?

Imagina só, sua equipe de marketing passa dias preparando o melhor material e faz a divulgação de forma correta, mas seus leads adicionam dados inválidos para baixar os materiais! Não me diga que nunca adicionou um “asduhsauh@uashda.com” para baixar algum conteúdo?

Sabemos que isso acontece muito! Faça questão de higienizar os dados desde a coleta, não permita que dados como este entre na sua base de dados, duas dicas são: Utilize sistemas de validação de e-mail em tempo real e/ou sistemas que só enviam o material via e-mail e não fazem o download de imediato logo que qualquer e-mail é adicionado.

O time de Outbound (prospecção) também precisa validar se os e-mails para prospecção estão corretos, você sabia que enviar muitos e-mails errados ou spam pode prejudicar a entregabilidade de e-mails vindo do seu domínio? O prejuízo pode ser grande!

Como ter dados higienizados?

  1. Verificar dados no momento da coleta: a melhor forma de trabalhar para que sua base de dados seja higienizada é verificar os dados imputados em tempo real; 

  2. Padronizar dados: Encontrar mesmos valores com formatos diferentes e padronizar, por ex: “SP, SAO PAULO, SÃO PAULO, S PAULO” = “São Paulo”;

  3. Convidar os clientes para atualizar seus dados: Utilize diferentes oportunidades para atualizar sua base de dados, use seu site, e-mails de comunicação e etc!;

  4. Utilize de sorteios e premiações para coletar e atualizar os dados de seus clientes;

  5. Identifique quais são às principais origens de dados ruins e reajuste o processo;

  6. Treine seu time sobre como coletar e qual a importância de dados de qualidade.

Até onde podemos chegar quando temos dados de qualidade?

Identificar perfil de cliente ideal: Identificar o perfil de cliente ideal é essencial para conseguir direcionar os esforços das equipes de venda e marketing de qualquer empresa, sem dados de qualidade a empresa fica refém das informações que possuem e podem direcionar as estratégias de forma pouco assertiva.

Identificar comportamento de compra: Uma vez que os dados são confiáveis e padronizados é possível utilizar sistemas de análise de dados para entender às variações e comportamento de compra por perfil de cliente, produto, época do ano e etc, desta forma, pode-se calcular previsões de produção e vendas de maneira mais prévia e buscando redução de custos.

Data Lake: O Data Lake é um sistema de armazenamento de dados, com ele a empresa é capaz de armazenar qualquer tipo de dado de diferentes origens em grande quantidade. A partir dele a empresa poderá utilizar de ferramentas para processar, criar correlações e tarefas simultâneas para geração de informações para tomada de decisão.

Predição: Quando possuímos um conjunto de dados é possível avaliar seu histórico e aferir predições sobre eles com objetivos dos mais diversos, como por exemplo, qual é o nível de satisfação do cliente que passou por um determinado tipo de situação já conhecida sem precisar perguntar nada para ele.

Prescrição: Uma vez que prevemos o perfil do cliente podemos definir automaticamente a melhor ação a ser tomada, como por exemplo, definir o melhor atendente para um determinado perfil de cliente o que aumentará também às chances de sucesso do cliente e satisfação no final das contas.

E aí, você acha que está pronto para viver a Era dos dados? 

Comece a higienizar sua base de dados hoje com a BringData.co! 😀

Posts relacionados que você deveria conhecer:

 

Dica 1 – O guia imperdível de Data Quality: tudo o que você precisa para combater dados ruins

Dica 2 – Método rápido para descobrir se você tem problemas na qualidade de dados

Dica 3 – Checklist gratuito: Etapas do tratamento de dados para alcançar a qualidade de dados

A BringData

A BringData é uma plataforma de tratamento de dados em tempo real que te ajuda a validar e organizar os dados da sua empresa.

Crie sua conta gratuita e receba 100 créditos gratuitos!

 

Sair da versão mobile