Método rápido para descobrir se você tem problemas na qualidade de dados


Os seus dados são realmente válidos? Isso deveria ser perguntado sempre, inclusive, você já reparou o tanto que confiamos em dados mesmo antes de verificar sua procedência? Não é porque estão em uma planilha gigante e bonita que devemos aceitá-los sem questionamento, confiar em dados ruins podem gerar problemas enormes seja operacionalmente ou estrategicamente.

O fato é: lidamos com dados o tempo todo, corretos e incorretos, mas como saber se sua base de dados é um problema? Conhecido como “The Data Doc”, Thomas C.Redman, criou um método de avaliação de base de dados chamado FAM: “Friday Afternoon Measurement” ou “Medição de final de sexta”. Essa medição foi criada para ajudar gerentes de qualquer nível a entender se possuem problemas de dados em sua organização, o “final de sexta” foi escolhido pois geralmente essa reunião acontece no fim da semana quando o volume de trabalho é reduzido.

Como aplicar?

O método pode ser aplicado a mão ou utilizando planilhas e é dividido em quatro etapas:

  1. Amostra dos dados: Selecione os últimos 100 dados que sua equipe coletou, por exemplo: últimos 100 novos clientes, últimos 100 pedidos ou últimas 100 compras;
  2. Encontre as pessoas certas: Reúna duas ou três pessoas que conheçam bem os dados selecionados;
  3. Marque os erros: Por conhecerem os dados você e as pessoas que foram selecionadas serão capazes de identificar erros óbvios ou entrar em discussão para descobrirem se os dados estão ou não corretos. Marque todos erros com cores chamativas a fim de destacá-los;
  4. Resuma os resultados: Adicione a coluna “Registro perfeito”  e preencha “sim” se não houver erros e “não” se estiver destacado demonstrando erros.

O resultado será uma planilha como demonstrada a seguir:


(Exemplo de tabela para método FAM)

Neste caso notamos que somente 60 das 100 informações foram classificadas como válidas, confirmando um problema em relação a qualidade dos dados, ou seja, provavelmente existirão outros problemas no restante da base de dados e isso precisa ser investigado e tratado. O método parece extremamente simples, e é! O objetivo é gerar alerta e chamar a atenção de quem lida com essas informações.

Quais são os principais problemas que dados ruins geram?

Dados de qualidade são aqueles que atendem o propósito para os quais são consultados, uma planilha com apenas 60% de acerto causará 40% de erros de produção, diminuirá sua confiança nas decisões e pode causar enormes prejuízos financeiros, por exemplo.

Poderíamos listar inúmeros desafios das empresas com dados com baixa qualidade, mas para facilitar a leitura separamos apenas alguns dos principais problemas:

  • Baixa efetividade para comunicação correta com clientes;
  • Problemas para identificação correta do perfil de clientes;
  • Imperfeições na produção;
  • Falta de assertividade na previsão de demanda;
  • Decisões não confiáveis;
  • Baixas taxas de respostas em pesquisas de satisfação;
  • Invalidação dos algoritmos de análises (Dados ruins, análises ruins);
  • Problemas para personalizar experiências e etc!

O método FAM é muito simples e pode ser realizado semanalmente com diferentes bases de dados, além de identificar erros e melhorias a serem realizadas, o método será capaz de colaborar com o engajamento das pessoas sobre a importância da gestão da qualidade de dados em suas áreas todos os dias, por que você não começa a usar a FAM nessa próxima sexta?

E por aí, você já enfrentou algum desses problemas ou outro que não citamos?

Posts relacionados que você deveria conhecer:

Dica 1 – O guia imperdível de Data Quality: tudo o que você precisa para combater dados ruins

Dica 2 – 6 verdades que você precisa ouvir sobre gestão de dados na sua empresa

Dica 3 – O motivo para existirmos e como podemos ajudar seu negócio a ter dados melhores

A BringData

A BringData é uma plataforma de tratamento de dados em tempo real que te ajuda a validar e organizar os dados da sua empresa.

Crie sua conta gratuita e receba 100 créditos gratuitos!

Share

Fábio é CEO da BringData, empresa especializada em tratamento de dados de clientes, foi Diretor Comercial da Track.co, é administrador e especialista em gestão da experiência de clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »