Cultura de dados: o caminho para a confiabilidade na sua empresa

A melhoria de dados é responsabiliade de todos da sua empresa e você precisa engajar as pessoas, descubra o que é cultura de dados, os fatores que a suportam e dicas para implementá-la na sua empresa!

Só de existir e se relacionar com pessoas, nossas empresas estão produzindo dados continuamente, esses dados se bem utilizados são capazes de direcionar nossas decisões para caminhos mais rentáveis e de sucesso.

Não é de hoje que sabemos que as empresas orientadas a dados conseguem tomar decisões mais assertivas, e existem estudos que comprovam essa afirmação.

 

Em 2013 um estudo do Instituto Mckinsey Global revelou que as empresas data-driven tem uma probabilidade 23 vezes maior de superar seus concorrentes na aquisição de clientes, tem clientes mais leais com 6,5 vezes mais chances de retê-los e são 19 vezes mais lucrativos.

O problema é que muito dinheiro é investido em ferramentas caríssimas para gestão de dados, mas apenas 8% das empresas conseguem escalar a retirada de valor dos dados. (Mckinsey Analytics Survey)

O fato é que, segundo a pesquisa, o maior problema avaliado pelos gestores é a ausência de engajamento nos times em relação à cultura de dados.

Cultura de dados

Cultura de dados é ter um senso comum dentro da empresa de que as decisões precisam ser tomadas com base em dados para todos tipos de situações, não há espaço para suposições.

A cultura de dados precisa estar espalhada por toda organização e em todos níveis hierárquicos, pq não começar pela sua área?

O sucesso em uma operação não está relacionado à quantidade de dados ou o quão caras e poderosas são suas ferramentas de análise de dados. 

A questão é entender quais desafios devemos encarar para inovar e quais são os dados corretos para resolver esse problema.

Por que estabelecer uma cultura de dados?

O mercado está cada vez mais ágil, esperar alguém impor uma mudança ou tendência no mercado não é um caminho recomendado caso sua empresa queira se posicionar como referência em algum tema.

Manter-se atualizado e pronto para agir rápido exige o gerenciamento de dados e uma estrutura ágil para responder aos estímulos do mercado.

Se segundo a Gartner, as empresas perderam 15 milhões em 2017 por se basear em dados ruins, imagina as empresas que não se baseiam em dados, quantas oportunidades foram perdidas? 

Estabelecer uma cultura de dados é questão de sobrevivência, mas o que você precisa fazer para seguir com essa transformação?

Fatores que suportam uma cultura de dados

A McKinsey pesquisou mais de 1.000 empresas e listou nove pontos críticos para conseguir escalar e ter sucesso com data-analytics nas empresas:

Confira as três categorias e nove pontos completos no post da Mckinsey.

A verdade é que para ter uma cultura de dados você não precisa ter grandes investimentos ou ser uma empresa gigantesca, então separamos dicas de como começar!

1 – Colete e utilize dados confiáveis

Dados errados levam a decisões falhas e geram prejuízo para as empresas, isso é fato! 

É importante organizar corretamente sua Jornada de Coleta de Dados e garantir que as informações coletadas são válidas e necessárias.

Além de coletar novos dados com responsabilidade, devemos também, melhorar a qualidade dos dados que já possuímos.

Primeiramente você precisa avaliar a qualidade das informações que possuem atualmente, para tal recomendo o rápido e efetivo método FAM, com pouco esforço você conseguirá entender o quão ruins estão seus dados.

Após entender seu cenário, você deve estudar métodos de Tratamento de Dados e selecionar quais se enquadram na sua realidade, procure por noções de validação, higienização e enriquecimento de dados.

2 – Escolha os problemas e analise os dados certos

Temos infinidades de problemas e dados disponíveis, o seu papel nesse momento é entender qual desafio deseja superar e quais as melhores ferramentas para lutar contra ele.

Dados demais podem te atrapalhar, pesquise por casos internos e externos de problemas semelhantes e como foram resolvidos, desta forma, o caminho ficará mais claro.

3 – Mantenha auditorias em seus indicadores

Ter indicadores relevantes para sua empresa é essencial, entretanto, é necessário aplicar a forma de cálculo e acompanhamento corretas.

Nos anos que trabalhei na Track.co vi dezenas de pessoas afirmando que coletavam corretamente o Net Promoter Score, mas quando avaliados, os modelos utilizados revelaram-se totalmente distantes da realidade e das melhores práticas de coleta.

Confiar em indicadores mal estruturados criará o que chamamos de “métricas de vaidade” que não entregam valor e maquiam a realidade da empresa.

Acredite, existem vários motivos para tentarem alterar os dados da sua empresa, os mais simples deles são para evitar demissões ou conquistar promoções, existem inúmeros!

4 – Democratização dos dados

Uma das melhores formas de se engajar o time é expor as informações no ambiente da empresa, em telões, apresentações e discussões.

Além disso, capacite e empodere seu time para que tenham acesso e tomem decisões baseadas em dados.

Dados que são importantes para as equipes precisam estar disponíveis, burocratizar demais irá tornar sua operação lenta e pouco reativa ao mercado e demandas de clientes.

Faça cada vez mais a ponte entre os detentores e os usuários de dados.

5 – Frequência 

Suas métricas deixarão de ser relevantes para tomada de decisão caso sejam esquecidas ou pouco visitadas.

Se a métrica é utilizada significa que traz algum insight relevante para gestão da empresa, ou seja, não pode ser ignorada.

As métricas precisam ser acompanhadas em frequências suficientes de acordo com sua volatilidade. 

 

Acompanhar as métricas além de trazer informações importantes para as decisões irá te ajudar a identificar erros ou fraudes na sua gestão.

Conclusão

A cultura de dados é o senso comum dentro de uma empresa de que as decisões precisam ser tomadas com base em dados confiáveis e estruturados.

Não precisamos ser experts para conseguir seguir a cultura dos dados, basta compreender a importância das informações de qualidade, escolher qual problema e quais informações utilizará para resolvê-lo.

Existem fatores que colaboram pela catalizar o avanço da cultura de dados na empresa, como democratizar os dados, capacitar e empoderar pessoas para utilizá-los e sempre questionar a veracidade das informações.

A minha pergunta para você que está lendo é: 

Caso você fosse levado pelos dados da sua empresa hoje, eles te levariam para um bom lugar?

Aguardo sua resposta nos comentários ou no meu e-mail fabio@bringdata.co!

Até a próxima!

Posts relacionados que você deveria conhecer:

 

Dica 1 – Seus dados estão te fazendo perder clientes: saiba como usar dados para melhorar a experiência do cliente

Dica 2 – 4 passos para se tornar uma empresa Data-Driven

Dica 3 – Regras que você precisa aplicar para salvar a qualidade dos seus dados

A BringData

A BringData é uma plataforma de tratamento de dados em tempo real que te ajuda a validar e organizar os dados da sua empresa.

Crie sua conta gratuita e receba 100 créditos gratuitos!

 

Share

Fábio é CEO da BringData, empresa especializada em tratamento de dados de clientes, foi Diretor Comercial da Track.co, é administrador e especialista em gestão da experiência de clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.